Resumos e Resenhas – Quem Mexeu no Meu Queijo?

Para quem ainda não leu o livro “Quem mexeu no meu Queijo?” e talvez sinta que está na hora de fazer mudanças, tanto na vida pessoal quanto profissional, irá encontrar inspiração única no texto de Spencer Johnson.

O autor já escreveu várias obras que foram sucesso de vendas e tem publicações em 26 idiomas.

O livro é o primeiro best-seller internacional a vender mais de 10 milhões de cópias impressas.

O texto conta a história de dois ratinhos, Sniff e Scurry, e dois pequenos seres parecidos com seres humanos, Hem e Haw.

Eles vivem em um labirinto (sim, um labirinto) e todos os dias precisam procurar queijo.

O enredo aparentemente simples e que de início pode nos recordar histórias infanto-juvenis, permite que o leitor reflita sobre como lidar com as mudanças da vida e como superá-las também.

1. O que é o Queijo?

O queijo representa tudo o que temos na vida ou que desejamos ter. Relacionamento, emprego, empresa, família e todas as aspirações. Tudo isso, assim como um queijo de verdade, está passando por transformações nesse momento.

Algumas podem te agradar, outras nem tanto. Se enxergá-las como um queijo, algo que está em transição, vai ter mais sabedoria para lidar com as mudanças.

2. Qual o seu Queijo?

Olhe pra sua vida, como quem olha pra uma geladeira cheia de guloseimas. Uma delícia, né? Mas na correria de uma semana de trabalho, você mal parou em casa.

Então, agora olhe bem pra tudo que tem lá dentro. É tudo que você realmente quer? Está tudo do jeito que você realmente quer? Você pode mudar algo na guloseima e reaproveitá-la em uma receita pra caber na sua dieta? Ou o prazo de validade acabou e não tem outra alternativa, além de jogá-la no lixo?

É claro que a sua vida é algo muito mais valioso que o que tem na sua geladeira, mas a ideia por trás do exemplo é bem simples: analise, avalie e decida o que fazer, mas não demore muito.

3. Você e o Queijo

Os quatro personagens de Johnson representam na verdade diferentes reações do ser humano às mudanças. Em diferentes áreas da vida, podemos ter graus diferentes de habilidade para lidar com elas.

Também é possível que mantenhamos basicamente as mesmas reações em todas as áreas: da vida amorosa aos negócios.

Que a mudança é inevitável, ninguém questiona, mas pensar sobre um assunto é sempre mais fácil do que mudar o próprio comportamento.

A grande sacada do livro é convidar o leitor a se colocar no lugar dos personagens.

Seja sincero: qual é a sua reação quando as mudanças batem na sua porta?

4. Quatro Personagens e Quatro Reações. Descubra Qual é a Sua.

1ª Reação (Sniff)

Você percebe que algo está acontecendo. Seu ponto forte é perceber pequenas mudanças à sua volta.

• Aquela tarefa do trabalho que te trazia muita satisfação está levemente entediante.

• Seu amigo de muitos anos já não liga com a mesma frequência.

• Os lucros da empresa deram uma discreta reduzida.

Você está atento, observa, confere o relógio, o calendário, os apps, relembra as cenas na mente, sabe quantas vezes isso aconteceu.

Você espreita a mudança. Pode estar no início, mas ela aconteceu e não passou despercebida. Você é um observador e costuma se prender aos detalhes das situações.

2ª Reação (Scurry)

Você age. A maior parte do tempo você está focado naquilo que há para fazer. Você precisa estar em atividade.

• Aquele relacionamento que parecia duradouro chegou ao fim? Você logo procura aumentar seu círculo social.

• Foi demitido? É hora de entregar o máximo de currículos possíveis.

• Seus filhos reprovaram em várias disciplinas? Você liga o quanto antes para aquele professor particular de que ouviu falar.

Seu ponto forte é agir e encontrar soluções, não para hoje, para ontem.

3ª Reação (Hem)

É a reação que podemos chamar de “crítica”. Você só percebeu a mudança quando já era tarde demais pra tomar alguma atitude, e agora está paralisado pelas dúvidas e pelo medo.

Você se perde em reclamações, nega o que aconteceu, revive o passado várias vezes pensando em como a vida era boa antes da mudança.

E você simplesmente não sai do lugar.

• Seus filhos perderam o ano na escola e você se julga um péssimo pai, não sabe por que isso aconteceu, ou passa horas culpando a escola.

• Seu namorado de muitos anos simplesmente terminou o relacionamento, sem que você pudesse entender o motivo para isso já que “tudo ia bem” e agora ter um novo relacionamento parece algo traumatizante.

A 3ª reação significa segurar o passado com todas as forças. O passado era bom, confortável, feliz e imutável. As pessoas à sua volta mudaram, mas você se recusa a acreditar, a aceitar, e a agir conforme essas mudanças.

É como viver em uma realidade paralela, os fatos estão ali e você está agindo no plano das suas emoções, alimentando o negativismo, a falta de esperança e correndo atrás do passado.

4ª Reação (Haw)

É a reação poderosa. O fundamental aqui é compreender que as mudanças não chegam para nos prejudicar e sim para beneficiar.

• Você está confortável no emprego dos seus sonhos. Encontrou a empresa, o cargo e o salário ideais. Certo dia sente que não está feliz, então começa a buscar o novo emprego dos sonhos. Sem hesitação, sem medo, sem pensamentos que o prendem à ideia de que é melhor continuar onde está, porque “afinal, estava tão bom”, “meu salário é bom” ou “minha empresa é bastante reconhecida”. Você mudou e é hora de trilhar um novo caminho.

A 4ª reação é, na verdade, uma mistura da 1ª e da 2ª reação (perceber a mudança e agir), aliada claro à reflexão.

Antes de ir atrás do seu novo desejo, seja ele qual for, ou, ainda, se a mudança tiver que ocorrer em você e não no seu objeto de desejo, você irá refletir e tomar as decisões mais adequadas.

No processo de buscar um novo ideal, podemos ir e voltar nas diferentes reações. Com o tempo, surge a percepção de que aceitar a mudança e agir consciente de sua realidade é muito mais enriquecedor do que ficar preso à ideia de “como eu era feliz.”

O queijo era de excelente qualidade, mas o prazo de validade expirou…

5. O que é Importante Lembrar?

5.1. Quanto Mais Feliz, Mais Atento Você Deve Estar

Quando estamos contentes com uma área da nossa vida, devemos ter em mente que a alegria vai passar, ou se não passar vai se transformar de algum modo. Não quer dizer que você vai deixar de se sentir satisfeito.

Exatamente porque está satisfeito, a tendência é que você relaxe, e haja como se o que conquistou fosse eterno. A palavra-chave é atenção.

Observe e pergunte-se constantemente: algo mudou? Continua agradando? Se não está, por que não está? E o que fazer?

5.2. E Se a Felicidade Estiver Indo Embora, Você Vai Querer Segurar

Se perceber que as coisas não estão como antes e que não está gostando, observe se não está negando o que está acontecendo e mentindo para si mesmo.

Se repetir várias vezes o “o amanhã pode melhorar”, ou o “até que não está tão ruim, o que está acontecendo nem me desagrada tanto”, verifique se é esse realmente o caso.

Questione-se: o que é preciso mudar?

Não precisa radicalizar, pequenas mudanças podem resolver a situação. Apenas certifique-se de não ficar apenas lamentando e parta para a ação. Não segure o que não existe mais.

5.3. Procure Sua Nova Felicidade

Algo mudou. Você esteve atento e mudou também. Fez o que foi possível e agora tem a sensação de que está andando em círculos.

É hora de seguir um novo sonho, um novo projeto, um novo relacionamento.

Lembre-se: procurar o que deseja é sempre melhor do que ter o que não deseja ou não ter nada. E fazer isso também permite que você se sinta mais confortável e grato com a possibilidade de conquistar mais ou conquistar o desconhecido.

5.4. Apesar do Medo, Aventure-se

Procurar exige esforço, disposição e visão. O que definitivamente atrapalha é o medo de não encontrar. Esse medo pode aparecer de várias formas: medo de parecer ridículo, inadequado, medo de sofrer, medo de não encontrar algo tão bom quanto o passado. Só que o passado você já não tem mais, então se aventure!

O medo pode continuar por perto, cercando seus sentimentos, mas não deixe que ele mantenha sua situação inalterada. Use-o apenas para ponderar os riscos.

Dê os primeiros passos de sua nova jornada.

5.5. Movimento Gera Movimento

À medida que der o primeiro passo, o medo vai perdendo a força. Aproveite para se divertir, aprender e levar esse conhecimento para o seu próximo passo.

Seja compreensivo com aquela vontade de ficar onde está (ela virá), mas seja firme para não deixar que essa vontade o impeça de seguir adiante. E quanto mais passos der, mais passos vai querer dar.

5.6. Vencer o Medo É Libertar-se

E depois de um tempo nessa caminhada, você vai começar a sentir alegria, ainda que não tenha encontrado o que realmente busca. Você sentirá que está no controle da situação e verá o quanto alguns medos realmente não faziam sentido.

Você estará livre do medo e, com certeza, estará pronto para receber o que deseja. Basta que continue procurando.

5.7. Imagine Como É a Felicidade Antes Mesmo de Encontrá-la

Durante o caminho, distraia-se apenas com uma coisa: seu desejo. Imagine o que deseja, desenhe, cole figuras num caderno, pense nos cheiros, nos sons. Visualize com detalhes como é a situação, o objeto, a pessoa. Sinta-se vivendo uma nova fase da sua vida, com tudo que você merece e tem direito. Assim, fica ainda mais fácil continuar a procura.

5.8. Quando Mais Rápido Esquecer a Antiga Felicidade, Mais Rápido Encontrará a Nova

O tempo que você gasta pensando no que deu errado, pode usar para pensar no que pode conseguir. Então, troque os pensamentos com habilidade.

Quando encontrar o que deseja, vai se perguntar por que passou tanto tempo no mesmo lugar.

A resposta é simples: passou muito tempo pensando nele.

5.9. Se Você Não Tem Algo, É Mais Seguro Procurar Do Que Ficar Parado

Quando não fazemos nada pra buscar o que queremos, acabamos nos perdendo em pensamentos de dúvida e hesitação.

Fazer, errar e não conseguir parece não ser o ideal, mas você estará mais perto de fazer o que é certo.

A recompensa vale o erro.

A dúvida bloqueia o caminho.

5.10. Para Conseguir Uma Nova Felicidade, Comece a Acreditar Em Novas Ideias

Talvez você não esteja encontrando o que procura porque tem ideias equivocadas sobre o que realmente precisa para chegar ao seu destino.

Então, estude, leia, converse com pessoas diferentes, questione suas crenças.

Será que pensar de outro jeito é tão perigoso quanto parece?

Você pode se surpreender com as descobertas que pode ter.

5.11. Quando Acreditar Que Pode Encontrar Uma Nova Felicidade, Conseguirá Percorrer Um Novo Caminho

Nessa fase, você já deve estar muito contente, mesmo sem ter encontrado ainda o que quer. Você está esperançoso, está vivendo e aproveitando as oportunidades, sem perder de vista o que realmente deseja.

Você finalmente esqueceu o passado, e está controlando sua vida, acreditando que é possível encontrar algo melhor.

Naturalmente, acreditar em coisas boas faz você enxergar boas oportunidades e o caminho tende a ficar cada vez mais suave.

5.12. Se Tivesse Percebido As Mudanças Na Sua Felicidade Antes, Talvez Não a Tivesse Perdido. Pouparaia Suas Energias Para Seguir Um Novo Caminho

É possível que você se lembre do passado apenas para se questionar: “por que não fiz isso antes? Talvez eu estivesse ainda melhor”.

Então aproveite a ideia para agir mais rápido da próxima vez.

Mude rápido para não comprometer o caminho que você irá seguir, dói menos.

5.13. Mude e Aprecie a Mudança

Depois de descobrir que a mudança é possível e traz sim alegria, apesar do medo e da insegurança, certifique-se de apreciar o momento que está vivendo.

Aplique tudo que aprendeu em seu caminho a todas as mudanças que chegarem a sua vida.

Celebre uma vida mais rica e dinâmica, consciente de que tudo é passageiro e dar espaço para a mudança é construir uma vida mais plena.